MENTIRA: Filho do ex-presidente Lula foi visto com Ferrari de ouro no Uruguai?

Será verdadeiro ou falso o vídeo que mostra o filho do ex-presidente Lula entrando na sua Ferrari toda feita de ouro no exterior?

Via: E-Farsa

O vídeo apareceu nas redes sociais no dia 22 de julho de 2017e rapidamente se transformou num dos assuntos mais comentados da rede. Nele podemos ver dois homens entrando em uma linda Ferrari banhada a ouro conversível!!!

De acordo com o texto que circulou pela web, um dos homens que entram no carro dourado seria o filho do ex-presidente Lula e que eles teriam sido flagrados esbanjando dinheiro e ostentando o carrão no Uruguai!

Algumas versões desse mesmo vídeo foram compartilhadas no Facebook, gerando centenas de milhares de visualizações, mas será que essa notícia é real?

Filho do ex-presidente Lula foi visto com Ferrari de ouro no Uruguai?

Será verdadeiro ou falso o vídeo que mostra o filho do ex-presidente Lula entrando na sua Ferrari toda feita de ouro no exterior?

O vídeo apareceu nas redes sociais no dia 22 de julho de 2017e rapidamente se transformou num dos assuntos mais comentados da rede. Nele podemos ver dois homens entrando em uma linda Ferrari banhada a ouro conversível!!!

De acordo com o texto que circulou pela web, um dos homens que entram no carro dourado seria o filho do ex-presidente Lula e que eles teriam sido flagrados esbanjando dinheiro e ostentando o carrão no Uruguai!

Algumas versões desse mesmo vídeo foram compartilhadas no Facebook, gerando centenas de milhares de visualizações, mas será que essa notícia é real?

Verdade ou mentira?

Em primeiro lugar, o vídeo não foi filmado no Uruguai. Podemos confirmar que as cenas foram capturadas em frente ao Hotel de Paris, em Monte Carlo:

O vídeo em questão foi publicado dias antes em outros canais no YouTube e podemos notar que não há nenhuma menção ao dono do veículo ser o “Lulinha”:

 

Um zoom na trazeira do veículo mostra, apesar de meio desfocado, o final da sua placa (algo como “BGA” seguida de algumas escritas em árabe):

Um zoom na trazeira do veículo mostra, apesar de meio desfocado, o final da sua placa (algo como “BGA” seguida de algumas escritas em árabe):

Envie suas dúvidas e sugestões de pauta através do nosso WhatsApppelo número (11) 96075-5663!

Note que a mesma placa pode ser vista nessa foto abaixo, tirada 8 dias antes, em Paris:

Na postagem dessa foto, o usuário do Redit afirma que essa Ferrari é de um árabe. Algo que não podemos confirmar, mas são visíveis escritas em árabe na lateral da placa!

Olha o mesmo carro nesse outro vídeo:

 

E aqui, também:

Para quem quiser comparar o homem da foto com fotos dos filhos do Lula, clique aqui numa pesquisa que fizemos no Google Images!

Conclusão

Não há provas de que a Ferrari dourada do vídeo seja do filho do ex-presidente Lula. Comprovamos que o vídeo não foi gravado no Uruguai e que esse mesmo carro foi visto (e filmado) várias vezes em Paris!  

DESASTRE: Comércio tem nova queda de 3,2 % e 10 mil lojas fecham as portas no Brasil em 2017

era-so-tirar.jpg

Disseram que era só tirar a Dilma… mas só nesse primeiro trimestre de 2017, cerca de 10 mil lojas fecharam as portas no Brasil (Leia aqui ) e agora anunciada outra queda no comércio e varejo do Brasil, outro desastre.

O Indicador Movimento do Comércio, que acompanha o desempenho das vendas no varejo em todo o Brasil, caiu 3,2% no acumulado no ano (1º semestre de 2017 contra o mesmo período do ano passado), de acordo com os dados apurados pela Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito).

PAULO COELHO: POVO PAGA COMPRA DE DEPUTADOS COM IMPOSTO NA GASOLINA

images|cms-image-000553816.jpg

“Semana passada, Temer gastou uma fortuna em acordos com deputados que votariam contra sua cassação. Quem paga é o povo, claro”, postou o escritor Paulo Coelho em seu Twitter, numa dura crítica à liberação de R$ 16 bilhões em emendas de Michel Temer para comprar votos na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara contra sua denúncia por corrupção; o varejo praticado pelo Planalto reverteu a votação e fez com que o relatório do deputado Sergio Zveiter (PMDB-RJ), que recomendava dar prosseguimento à denúncia, fosse rejeitado; nesta quinta, Temer assinou o decreto que aumenta imposto dos combustíveis

Via: Brasil 247O escritor Paulo Coelho, brasileiro mais lido no mundo, disparou uma dura crítica ao varejo praticado por Michel Temer no Congresso, onde comprou, literalmente, o apoio de deputados, ao mesmo tempo em que aumentou o imposto de combustíveis para a

“Semana passada, Temer gastou uma fortuna em acordos com deputados que votariam contra sua cassação. Quem paga é o povo, claro”, postou Paulo Coelho em seu Twitter.

Na Câmara, a fim de fazer com que fosse barrada sua denúncia por corrupção, Temer liberou R$ 15 bilhões em emendas parlamentares para que os deputados da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara (CCJ) votassem ao seu favor.

Com o gesto, o Planalto reverteu o resultado da votação no colegiado e fez com que o relatório do deputado Sergio Zveiter (PMDB-RJ), que recomendava dar prosseguimento à denúncia da Procuradoria Geral da República, fosse rejeitado.

Nesta quinta-feira 20, Temer mais que dobrou os impostos incidentes sobre os combustíveis e ainda disse que a população compreenderia sua decisão: “este é um governo que não mente, que não dá dados falsos”.

NÃO É PIADA: Moro libera R$ 500 mil para alvo da Lava Jato cuidar da saúde

moro-fundo-preto.jpg

Ildefonso Colares Filho, executivo ligado à Queiroz Galvão, terá de apresentar comprovante de despesas à Justiça

Via: ESTADÃO

O juiz federal Sérgio Moro liberou R$ 500 mil ao executivo Ildefonso Colares Filho, ligado à Queiroz Galvão, para tratamento de saúde. O empreiteiro, réu em duas ações penais na Operação Lava Jato e com bens bloqueados, deverá apresentar os comprovantes das despesas à Justiça.

PARA CUIDAR DA SAÚDE

A decisão de Moro foi tomada na sexta-feira, 7. No início de junho, o executivo informou ao juiz que em 17 de fevereiro deste ano foi submetido à cirurgia ‘para retirada de carcinoma hepatocelular’.

Policial confessa ter matado travesti na PB: ‘matou por não gostar de homossexual’, diz Polícia Civil

01-Bandeira-LGBT.jpg

Via: G1

Vítima foi ferida a tiros quando se aproximou de sargento reformado da PM, enquanto ele bebia.

 

Um sargento reformado da Polícia Militar da Paraíba foi preso suspeito de matar uma adolescente travesti de 16 anos. O crime ocorreu na cidade de João Pessoa, no último sábado (8), e o policial foi preso nesta terça-feira (11), na cidade de Teixeira, no Sertão paraibano. O policial teria confessado o crime, na delegacia, e dito que “matou por não gostar de homossexual”, segundo informou a Polícia Civil.

O assassinato aconteceu em uma praça do bairro Funcionários II, em João Pessoa. De acordo com informações da Polícia Civil, o sargento reformado da PM estava bebendo, quando a adolescente travesti se aproximou dele. O sargento teria levantado da mesa, sacado a arma e atirado várias vezes contra a vítima, que morreu ainda no local, conforme informou a polícia.

Ainda de acordo com a Polícia Civil, depois de cometer o crime, o suspeito teria fugido da cidade. O sargento foi preso na casa de um parente na cidade de Teixeira, após o órgão receber uma denúncia anônima.

Depois de ser preso no Sertão pelo delegado Reinaldo Nóbrega, o policial foi levado até a Central de Polícia de João Pessoa, no Geisel, para prestar depoimento. Na delegacia, segundo a Polícia Civil, ele confessou o crime e alegou que foi motivado “por não gostar de homossexual”.

Por ser policial militar, o sargento foi encaminhado para o 1º Batalhão da Polícia Militar, no Centro de João Pessoa, e, nesta quarta-feira (12), será apresentado ao juiz na audiência de custódia.

PERITOS REFORÇAM AO STF QUE NÃO HOUVE ALTERAÇÃO EM ÁUDIO NO JABURU

images|cms-image-000552343.jpg

Equipe técnica responsável pela perícia da gravação feita pelo empresário Joesley Batista enviou um documento ao Supremo Tribunal Federal reforçando a tese de que não houve alteração no áudio da conversa entre o dono da JBS e Michel Temer; a manifestação foi feita em resposta a um questionamento dos advogados de Temer, que disseram que a perícia não teria respondido a questões específicas da defesa

VIA: Brasil 247 – Os peritos que analisaram a gravação feita pelo empresário Joesley Batista no Palácio do Jaburu enviou ao Supremo Tribunal Federal uma confirmação da tese de que não houve alteração no áudio da conversa entre o dono da JBS e Michel Temer.

O documento de 14 páginas foi enviado ao STF após questionamentos feitos pela defesa de Temer. Os advogados do peemedebista alegaram que a perícia não teria respondido a questões específicas da defesa.

Ao receber o questionamento da defesa, o ministro Luiz Edson Fachin, relator do inquérito, notificou a PF, e os peritos Paulo Max Gil Innocencio Reis e Bruno Gomes de Andrade responderam às questões.

Ao todo foram encontrados no áudio 294 descontinuidades, mas sem indícios de manipulação, afirmaram os peritos.

‘Se me expulsarem do PMDB, vai ser problema deles’, diz Zveiter, após parecer contra Temer

xSergio-Zveiter.jpg.pagespeed.ic.olnktWAYmT.jpg

Deputado voltou a dizer que é de uma ala ‘independente’ do partido, que ‘quer um País melhor’; segundo disse, foi hostilizado por correligionários após a leitura do parecer

Via: ESTADÃO

BRASÍLIA – O deputado Sergio Zveiter (PMDB-RJ), relator da denúncia contra o presidente Michel Temer, minimizou qualquer tipo de retaliação que possa vir a sofrer de seu partido por ter apresentado um parecer favorável à admissibilidade do pedido da Procuradoria-Geral da República (PGR).

“Se eles me expulsarem, vai ser problema deles e não meu”, rebateu. “Eu faço parte de uma ala de um PMDB independente. Então se fazer parte de um PMDB independente é querer um País melhor, eu me sinto digno de fazer parte disso”, disse a jornalistas, nesta segunda-feira, 10, após apresentação do parecer na CCJ.

 Zveiter contou também que, após ler seu parecer, foi hostilizado por colegas do partido, como o vice-líder do governo na Câmara, deputado Darcísio Perondi (PMDB-RS), e o deputado Mauro Pereira (PMDB-RS). Zveiter acusou Perondi de chamá-lo de “promotor” de forma irônica. “Eu falei para ele deixar de ser moleque”, explicou o relator.

O voto de Zveiter em si não foi uma surpresa para os governistas, mas a contundência com que se manifestou trouxe euforia à oposição e preocupação para a base aliada. “Foi um dia triste para o Estado de Direito”, lamentou Carlos Marun (PMDB-MS), vice-líder da bancada peemedebista.

O vice-líder do governo na Câmara, Beto Mansur (PRB-SP), disse que Zveiter “rasgou” o diploma e concluiu que o voto foi “muito fraco”. Mansur acusou a oposição de usar uma denúncia sem comprovação de fatos para fazer disputa política e partir para o revanchismo. “A oposição quer dar o troco no impeachment da presidente Dilma Rousseff”, afirmou.

A base aliada conta com a produção de um voto em separado contra a denúncia para ser aprovado como substitutivo e ser levado ao plenário. Ao trocar 13 membros da comissão (sendo oito titulares), os aliados afirmam que terão 39 ou 40 votos contra a denúncia. E, se forem detectados potenciais votos contrários, as trocas continuarão.

Relator dá parecer favorável à denúncia contra Temer

Via: FOLHA

O deputado Sérgio Zveiter (PMDB-RJ), relator da denúncia contra o presidente Michel Temer na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) na Câmara, deu nesta segunda (10) parecer favorável ao prosseguimento do caso.

Frustrando a base governista, o relator entendeu haver elementos para a chamada “admissibilidade” da acusação da PGR (Procuradoria-Geral da República), segundo a qual o presidente cometeu crime de corrupção passiva. Segundo a denúncia, o peemedebista foi o destinatário final de uma mala contendo propina de R$ 500 mil e de uma promessa de outros R$ 38 milhões em vantagem indevida, ambas da empresa JBS.

O relatório apresentado nesta segunda é uma das fases do processo para autorizar ou não a abertura de uma ação penal contra o presidente. O texto de Zveiter deverá ser votado pelo 66 membros da CCJ e, depois, por todos os 513 deputados em plenário. Caso o placar final seja favorável à denúncia, o caso é encaminhado ao STF (Supremo Tribunal Federal), responsável pelo julgamento.

O advogado de Temer, Antonio Claudio Mariz de Oliveira fará a sustentação oral para rebater a denúncia ainda nesta segunda. Depois disso, a expectativa é que haja pedido de vista e somente na quarta (12) tenham início as mais de 40 horas de debates de deputados a favor e contra a denúncia.

Temendo derrota, o governo intensificou a ofensiva para tentar livrar o presidente da República da denúncia.

Após ter útero e apêndice retirados, mulher deve ser indenizada por hospital

Patos-de-Minas-850x491.jpg
Fato ocorreu na Casa de Saúde Imaculada Conceição, em Patos de Minas (Reprodução/Street View)

Por ter tido uma grave infecção hospitalar após o parto da filha, uma mulher deve receber indenização no valor de R$ 50 mil da Casa de Saúde Imaculada Conceição. O fato aconteceu em Patos de Minas, região do Triângulo Mineiro.

Após o nascimento da filha por cesárea, a mulher sentiu fortes dores abdominais, pois não foi realizada a lavagem intestinal recomendada. Mesmo com dores, ela recebeu alta por parte da equipe médica.

Na semana seguinte, ela teve que retornar ao hospital, pois o desconforto não passava. Após realizar uma radiografia, a mulher foi submetida a uma cirurgia no intestino e por ter ficado em estado grave, foi encaminhada ao Centro de Tratamento Intensivo (CTI).

Apresentando problemas respiratórios, ela precisou do auxílio de aparelhos e foi constatada infecção generalizada. Ela precisou ser transferida para Belo Horizonte, pois só tinha 5% de chance de sobreviver. Ao chegar à capital mineira, ela ainda foi submetida a mais duas cirurgias. Como estavam totalmente infeccionados, o útero e o apêndice da mulher foram retirados.

Em defesa, o hospital alegou que a infecção adquirida pela paciente era oriunda da flora bacteriana e que não houve falha da equipe médica na prestação do serviço.

A decisão em primeira instância determinou ao hospital pagar R$ 30 mil por danos morais. As partes recorreram da decisão e o relator, Mota e Silva, acolheu o pedido da mulher para que o valor fosse aumentado.

De acordo com o relator, “a retirada do útero da paciente com 25 anos acarreta-lhe transtornos e abalos psicológicos sérios, os quais devem ser indenizados”, afirmou.

Mota e Silva enfatizou que os hospitais do país são obrigados a manter Programa de Controle de Infecções Hospitalares (PCIH), mas o perito constatou que, na época do nascimento do bebê, o hospital não possuía equipe para controle de infecção hospitalar. Assim, ficou comprovada que “a infecção que atingiu a paciente foi consequência do parto”, concluiu.

Do TJMG

NO RIO, CONSULTAS AO COMÉRCIO TÊM MAIOR QUEDA EM 17 ANOS

images|cms-image-000552273.jpg

Rio 247 –  As consultas (ítem que mede o movimento do comércio) recuaram 7,9% em junho em relação ao mesmo mês do ano passado, de acordo com o Serviço Central de Proteção ao Crédito do Clube de Diretores Lojistas do Rio de Janeiro – CDLRio. A inadimplência aumentou 1,8% e as dívidas quitadas aumentaram 0,9%. No acumulado de seis meses, (janeiro/junho), as consultas ao comércio caíram 7,8%, sendo o pior resultado em 17 anos. A inadimplência e as dívidas quitadas cresceram, respectivamente, 1,4% e 0,5%.

Ao comparar junho com o mês anterior (maio), os registros do CDLRio mostram que as consultas diminuíram 8,9% e a inadimplência e as dívidas quitadas cresceram, respectivamente, 2,2% e 5,8%.

Segundo o registro de cadastro do LIG Cheque da entidade, em junho em relação ao mesmo mês do ano passado as consultas e as dívidas quitadas diminuíram, respectivamente, 7,7% e 0,8% e a inadimplência cresceu 2,1%.

No acumulado dos primeiros seis meses de 2017 (janeiro/junho) em relação ao mesmo período de 2016, as consultas recuaram 8% e a inadimplência e as dívidas quitadas aumentaram, respectivamente, 1,2% e 0,1%.

Comparando-se junho com o mês anterior (maio), as consultas caíram 2,4% e a inadimplência e as dívidas quitadas aumentaram, respectivamente, 2,5% e 1%.