Miriam Leitão, da Globo, não consegue provar que foi “agredida” em voo. Mais uma mentira?

Via: Blog Esmael

A jornalista Miriam Leitão, da TV Globo, até recebeu solidariedade do PT, mas não conseguiu provar o escreveu em sua coluna publicada nesta terça-feria (13) n’O Globo.

Sob o título “O ódio a bordo”, a repórter global afirma que foi vítima de bullyingde petista que saíam do 6º Congresso Nacional do PT, de Brasília, para o Rio de Janeiro.

Miriam relatou diversos tipos de supostas agressões verbais que teria sofrido da militância petista, entretanto, até agora, nenhuma viva alma mostrou sequer uma filmagem. ‘Ninguém teve a ideia de sacar o celular para registrar a confusão’, estranhou o veterano jornalista Leandro Fortes, da CartaCapital.

“Então, Miriam Leitão foi vaiada, escrachada e humilhada em um avião, por mais de uma hora, e NINGUÉM gravou uma mísera imagem de celular?”, ironiza Fortes o “blecaute” geral no voo 6237 da Avianca.

Como mentira tem perna curta, ainda na tarde de hoje, a professora universitária Lucia Capanema Alvares desmentiu o artigo de Miriam. “Fui a última a entrar no avião, e quando o fiz encontrei um voo absolutamente normal. Não notei sua presença pois não havia nenhum tipo de manifestação voltada à sua pessoa”, testemunhou.

Pelo sim pelo não, mesmo diante da falta de materialidade para comprovar os xingamentos, a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR), recém-eleita presidenta nacional do PT, emitiu uma nota oficial em solidariedade a Miriam Leitão. Mas fez questão de salientar que o ódio da qual a jornalista da Globo se diz vítima é culpa da própria Globo.

Gleisi, que assina o documento, assegura que “o PT não fará com a Globo o que a Globo faz com o PT”. Aliás, a própria Gleisi — assim como a senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM), dentre outros parlamentares de esquerda — já foi agredida verbalmente em aeroportos e em voos. Muitas vezes essas agressões eram estimuladas pela emissora dos Marinho.

Como se diz por aí, pimenta nos olhos de outros é refresco…

Leia a íntegra da nota do PT:

NOTA OFICIAL

O Partido dos Trabalhadores lamenta o constrangimento sofrido pela jornalista Miriam Leitão no voo entre Brasília e o Rio de Janeiro no último dia 3 de junho, conforme relatado por ela em sua coluna de hoje.

Orientamos nossa militância a não realizar manifestações políticas em locais impróprios e a não agredir qualquer pessoa por suas posições políticas, ideológicas ou por qualquer outro motivo, como confundi-las com empresas para as quais trabalhem.

Entendemos que esse comportamento não agrega nada ao debate democrático. Destacamos ainda que muitos integrantes do Partido dos Trabalhadores, inclusive esta senadora, já foram vítimas de semelhante agressão dentro de aviões, aeroportos e em outros locais públicos.

Não podemos, entretanto, deixar de ressaltar que a Rede Globo, empresa para a qual trabalha a jornalista Miriam Leitão, é, em grande medida, responsável pelo clima de radicalização e até de ódio por que passa o Brasil, e em nada tem contribuído para amenizar esse clima do qual é partícipe. O PT não fará com a Globo o que a Globo faz com o PT.

Senadora Gleisi Hoffmann, presidenta nacional do Partido dos Trabalhadores.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s