Se Dallagnol não provar acusações do Power Point contra Lula, terá que lhe pagar 1 milhão em indenização

O procurador da República Deltan Dallagnol, da força-tarefa Lava Jato, foi acionado judicialmente pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva que requereu R$ 1 milhão a título de indenização por danos morais.

Em 14 de setembro de 2016, Lula foi enxovalhado pelo procurador durante uma coletiva de imprensa na qual [Dallagnol] o apresentou como “chefe de uma quadrilha”.

Segundo a defesa de Lula, o integrante da força-tarefa Lava Jato utilizou até um PowerPoint para promover “injustificáveis ataques à honra, imagem e reputação de nosso cliente, com abuso de autoridade”.

Em nota, os advogados do ex-presidente afirmaram nesta quinta (15) que nenhum cidadão pode receber o tratamento que foi dispensado pelo procurador da República Dallagnol, muito menos antes que haja um julgamento justo e imparcial.

“O processo penal não autoriza que autoridades exponham a imagem, a honra e a reputação das pessoas acusadas, muito menos em rede nacional e com termos e adjetivações manifestamente ofensivas”, asseveraram.

Com informações da Reuters Brasil

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s