Lista de Janot não teria Lula nem Dilma

JANOT.jpg

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, enviou ao Supremo Tribunal Federal (STF), nesta terça-feira, 14 de março, 83 pedidos de abertura de inquérito, a partir dos acordos de colaboração premiada firmados com 77 executivos e ex-executivos das empresas Odebrecht e Braskem.

Via: Blog da Cidadania

Também foram solicitados 211 declínios de competência para outras instâncias da Justiça, nos casos que envolvem pessoas sem prerrogativa de foro, além de 7 arquivamentos e 19 outras providências, de acordo com o site do Ministério Público Federal

Ainda segundo a PGR, “não é possível divulgar detalhes sobre os termos de depoimentos, inquéritos e demais peças enviadas ao STF por estarem em segredo de Justiça. Rodrigo Janot pediu ao relator do caso no STF, ministro Edson Fachin, a retirada do sigilo de parte desse material considerando a necessidade de promover transparência e garantir o interesse público.

Tudo muito bom, tudo muito bem. Mas, afinal, quem é que está ou não citado nessa lista?

Mês passado, o Blog noticiou informação de uma fonte que afirmara que a Globo já teria recebido os dados concernentes às delações de ex-executivos da Odebrecht e que estaria vasculhando o material em busca de menções a Dilma e a Lula. Porém, nada apareceu.

A tardança na divulgação da lista de Janot, que deveria ter saído antes da morte de Teori Zavascki e só foi sair mais de mês depois, pode se dever ao simples fato que confiabilíssima fonte relatou a este blogueiro…

Nem Dilma, nem Lula figurariam na lista de Janot. Estariam nela os petistas suspeitos de sempre, já indiciados em outros processos. O Blog recebeu alguns nomes de petistas que estariam na lista, mas entende que é melhor não divulgar para não expor pessoas antes da hora.

E porque nada está confirmado.

No fim da tarde, começo da noite, o Globo digital informou, sem citar fontes, que entre os 83 pedidos de abertura de inquérito feitos pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, estariam os ex-presidentes Lula e Dilma.

O caso deles está entre os 211 encaminhados a outras instâncias. Como não têm foro, os dois poderão ser investigados na Justiça Federal. A decisão de enviar os autos caberá ao ministro Edson Fachin, relator da Lava-Jato no Supremo Tribunal Federal.

Até agora, não há nenhuma confirmação oficial de nenhuma das informações

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s