O piti de Doria em entrevista ao Valor, mostra o truculento que vive sob o botox. Por Kiko Nogueira

Doria-Vitaminas-600x333.jpg
Propaganda de patrocinador do Lide na prefeitura. Pode?

Aos poucos, o prefeito de São Paulo João Doria vai revelando uma faceta que estava parcialmente escondida sob o botox e o marketing: o autoritarismo e a dificuldade em lidar com o contraditório.

Durante o Carnaval, numa visita em Pinheiros, chamou um folião para a briga. Xingou-o de “Lula”, personagem pelo qual nutre uma fixação mental e oral estranha, e foi contido por assessores, que o meteram no carro oficial.

Agora ele perdeu a cabeça numa entrevista com três repórteres do Valor, Cristiane Agostine, Ricardo Mendonça e Maria Cristina Fernandes.

Acostumado à sabujice da mídia, Doria não conseguiu se controlar diante de perguntas que precisavam ser feitas com relação à desfaçatez com que ele trata a coisa pública.

Foi questionado sobre o ridículo merchan que fez das vitaminas de um amigo dono da Ultrafarma, patrocinador de sua empresa, numa reunião com secretários. A coisa foi toda filmada pela equipe de Doria.

Ele aparece recomendando os produtos com um papo vagabundo de camelô. No final, seu vice, o boboca Bruno Covas, faz um patético joinha no pior estilo “eu recomendo”.

Doria, no entanto, não admite qualquer questionamento sobre as palhaçadas. Transcrevo um trecho da reportagem do Valor:

Valor: O sr. gravou e divulgou vídeo em rede social que causou polêmica, aquele em que faz propaganda da Ultrafarma num ambiente público, ao lado dos secretários…

Doria: Não citei a Ultrafarma, apenas as vitaminas. Que mal tem isso?

Valor: Não tem um conflito de interesse, o senhor mostrando as marcas, os medicamentos?

Doria: Qual é o conflito de interesse?

Valor: A Ultrafarma é patrocinadora do Lide [Grupo de Líderes Empresariais, empresa fundada por Doria e hoje controlada por seu filho] e o sr. está fazendo propaganda num ambiente público…

Doria: A empresa está fazendo doação, não tem dinheiro público. Não estamos gastando um centavo com eles. A vitamina é o de menos, eles estão fazendo uma ampla doação de medicamentos dentro desse programa. Qual é o mal? Não tem conflito de interesse [O prefeito eleva o tom de voz e ameaça encerrar a entrevista].

 

No Sambódromo, após JD ser mandado tomar no c…, seus estafetas declararam que aquilo era coisa de “maloqueiros”. Bobagem culpa-los totalmente pela ignorância. Estão imitando e tentando proteger um populista truculento e mimado.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s